Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Eólica

​Sobre as EOLs

A energia eólica se constitui a partir da energia cinética contida nas massas de ar em movimento, o vento. É convertida através da translação do vento em rotação por turbinas eólicas, conhecidas como aerogeradores ou moinhos. Para gerar eletricidade, utiliza-se o sistema de aerogeradores, já os moinhos são utilizados para bombear água de forma mecânica.

Turbina Eólica

A primeira turbina eólica comercial ligada à rede elétrica pública foi instalada na Dinamarca, em 1976. Segundo o Global Wind Energy Council (GWEC), em 2011 a capacidade instalada no mundo era de 238.351 MW e os 10 maiores países produtores respondiam por 86,4% da capacidade instalada. Cerca de 90 países contam com usinas eólicas de grande porte, sendo que 22 acima de 1GW. Desde 2010 a maior parte da capacidade instalada vem sendo realizada fora dos países da OECD. A China hoje tem a maior capacidade de energia eólica instalada no mundo, com mais de 62.000 MW, seguido dos EUA com 47.000 MW.

Turbina Eólica

No Brasil a geração eólica ainda é pouco representativa em termos de capacidade total (2º da matriz energética) e no montante gerado de energia anualmente, porém encontra-se em acelerada expansão nos últimos dois anos. Ao final do primeiro semestre de 2013, o Brasil possuía 119 usinas instaladas, totalizando 2,7 mil. As perspectivas para o final de 2017 indicam 8,7 GW de eólica em operação na matriz elétrica brasileira.

Diante da crescente participação da geração eólica na matriz brasileira, e como parte do seu compromisso e planejamento de investir em fontes renováveis, o Grupo Energisa, já experiente e consolidado no mercado de construção, manutenção e operação de PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas), entrou definitivamente no segmento da energia eólica através da subsidiária Energisa Geração, que também desenvolve projetos de Usinas de Biomassa. Nesse contexto, o Grupo Energisa venceu o 2º Leilão de Fontes Alternativas, organizado pelo Governo Federal em agosto de 2010, com direito de comercializar energia renovável durante 20 anos através de cinco parques eólicos (Ventos de São Miguel, Renascença I, II, III e IV) nos municípios de Parazinho e João Câmara (RN). Os projetos estão previstos para entrarem em operação em setembro de 2013.

Confira as principais vantagens das Usinas Eólicas:

  • Utiliza fonte de combustível natural e renovável: o vento
  • Complementa a geração hidrelétrica
  • Não causa impacto ambiental severo sobre o bioma local
  • A área para instalação é pequena em relação a outros tipos de usina de energia
  • Fomenta geração de emprego e renda, com o arrendamento de áreas pouco produtivas e através da arrecadação de impostos.

Usinas Eólicas da Energisa

Aliquam erat volutpat. Suspendisse arcu mauris, lacinia ac posuere fermentum, accumsan vel nunc. Nulla facilisi. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. In eleifend dolor.

Complexo Eólico no Rio Grande do Norte

Aliquam erat volutpat. Suspendisse arcu mauris, lacinia ac posuere fermentum, accumsan vel nunc. Nulla facilisi. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. In eleifend dolor.

Leia Mais

Complexo Eólico Sobradinho

Praesent fermentum orci et suscipit lacinia. Donec vitae magna ut lectus pharetra elementum vel vitae ligula. Etiam nec pellentesque sem. Ut faucibus felis ac justo imperdiet, vitae tincidunt sem posuere. Vivamus in semper

Leia Mais

O que é uma Eol?

Energia Eólica

Usina Eólica é um espaço terrestre ou marítimo onde se concentram aerogeradores posicionados no alto de torres de concreto ou de aço, que transformam energia mecânica de rotação de pás movidas pelos ventos em energia elétrica. O aerogerador é um conjunto de pás, geralmente três, conectadas a um rotor capaz de detectar a direção e a velocidade do vento. O vento capturado pelas pás faz o eixo da turbina girar e a energia produzida é transmitida desde o topo da torre até sua base. As unidades individuais de geração de energia são interligadas por uma linha de distribuição que transmite a energia até uma subestação elevadora, a qual eleva a tensão para a transmissão. Todo este processo de geração não produz nenhum resíduo poluente, uma vez que o vento é transformado em recurso energético natural por meio de ação mecânica.

​​​